Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Olhares Azuis

Aqui por casa, 7 pares de olhos azuis.

Tiras de Milho Caseiras - a receita

A pedido de uma das minhas queridas leitoras,segue a receita das nossas tiras de milho .

 

Ingredientes:


  • 1 chávena de farinha de milho
  • 2/3 chávena farinha de trigo ( da normal)
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de fermento
  • 2 colheres de sopa de leite
  • 1/2 chávena de água
  • 1/4 chávena de óleo
  • temperos a gosto ( nós usamos pimentão e orégãos. Os simples só com ervas váriadas também gostamos. É dar asas à imaginação!)

Juntam-se os ingredientes secos sem os temperos, só o sal é que entra.

Depois aos poucos e misturando, juntam-se os líquidos.

Estender em cima de papel vegetal untado com azeite em camada muito fininha, e salpicar os temperos.Colocar outra folha de papel vegetal por cima  e passar com um rolo de forma a "enterrar" os temperos na massa .Retirar a folha superior, e com uma faca marcar a massa ( por onde haveremos de "partir" depois de tostada).

 

Segue para o forno a  +- 170º , assim que ganha cor desejada( amarelo torrado) retirar.

( atenção que a temperatura também depende do tipo de forno. O nosso é eléctrico, é uma questão de irem espreitando para ver se não esturrica!).

Depois de retirar do forno, esperar que sequem e "quebrar" pelas marcações.

 

Abrir uma coca-cola  e deliciar-se.

 

Se sobrarem ( e depois de frias), guardar as tiras numa caixa hermética para não amolecerem!

 

Bom apetite ;)

A lição

A minha princesa E. sempre foi uma aluna aplicada mas distraída. Das últimas a entregar os trabalhos e testes.

 

Há cerca de 15 dias , quando a fui buscar, vinha toda contente pois tinha sido a 1ª a acabar o teste de português. Estranhei, perguntei se tinha tido atenção, ela respondeu que sim,  e ficou por ali.

No dia seguinte , voltou toda sorridente da escola pois tinha sido a 1ª a entregar o teste de matemática. Confesso que fiquei preocupada. Voltei a perguntar se tinha estado com atenção...se tinha relido o teste antes de o entregar...e que nota esperava receber.

No outro dia a seguir,novo teste, desta vez estudo do meio, em que foi a segunda a entregar o teste.

 

A verdade é que fiquei com medo do que ela tinha feito! Como seria possível ser tão rápida a entregar os testes sem ter feito asneira? Ela que está sempre na lua, e que faz nos trabalhos de casa erros de falta de atenção. Pensei logo " no pior", e cheguei-lhe a dizer " rápido não há quem...se a tuas notas não vierem como deve ser, é porque fizeste tudo muito rápido sem prestar atenção!".

Ela respondia-me sempre que esperava ter MUITO BOM às três disciplinas ( ela tem sido sempre aluna de Bom+ e Muito Bom).

 

Ontem, quando chego à escola, dá-me um beijo e diz-me " mãe, temos de falar sobre os meus testes". Eu faço logo cara de eu bem te avisei ,

e pergunto o que se passa. Ela não quer dizer, diz que prefere só falar no carro. Entrámos no carro, e ela engonha e diz que se calhar é melhor falarmos em casa. Eu já preocupada, digo-lhe que não tem de ter medo de nada. As coisas nem sempre correm bem, e que se teve notas más ou menos boas, que servem de lição para aprender a ser mais atenta e fazer as coisas com mais calma.

 

Pelo caminho segue a conversa:

 

Princesa-  Mamã, que queres saber dos meus testes?

Eu - As notas!

Princesa - Que notas?

Eu -  Português...

Princesa - Muito bom!!!

Eu- A sério? E na composição?

Princesa - Muito bom!

Eu - Ó menina estás a brincar ou a falar a sério? Olha que a mãe não gosta de brincadeiras com coisas sérias!

Princesa - Estou mesmo a falara sério mamã! Tive mesmo muito bom!

Eu - E na matemática?

Princesa - Muito bom!

Eu ( já com ar de desconfiada) - Estudo do meio?

Princesa ( com uma grande vontade de rir) - Muito bom!

 

Pois eu não acreditei até ver com os meus próprios olhos. Mas era mesmo verdade !!!

E ainda ouvi dela : " Eu não disse que ia ter tudo muito bom? Porque não acreditaste em mim? Eu estudei e por isso sou boa aluna!"

 

Claro que lhe disse que estava muito orgulhosa e gabei muito as suas lindas notas. Pedi desculpa por ter desconfiado dela.

Afinal...não foi ela que aprendeu a lição. FUI EU!!!! Ter mais confiança nos meus filhotes!