Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Olhares Azuis

Aqui por casa, 7 pares de olhos azuis.

Críticas

Esta semana fui a Aveiro...visita rapidinha, fui num pé e vim no outro. Na viagem de volta parei na Mealhada para almoçar...Quando entrei na sala dei de caras com Paulo China (acho que é Paulo), aquele que é amigo dos jogadores todos de futebol... Na tv estava a dar a reportagem sobre o Portugal-Itália do dia anterior.
E o que é que isto tem a ver com críticas?

Bem, bastante.

Este par de acontecimentos causou que passasse o almoço com uma discussão interna sobre críticas a pessoas famosas/conhecidas.
Ora vejamos:
Nós, pessoas "normais" (em termos de famas e tal) temos amigos. Uns mais chegados, outros nem tanto. Ora, pessoalmente, levo a peito críticas ou ataques injustos feitos a esses amigos mais chegados. Sinto que tenho que os proteger e acuso o toque qd são alvo de alguma crítica menos fundamentada. De igual maneira me passam ao lado críticas feitas a jogadores, jet-sets, actores, políticos, ou outras figuras mais ou menos conhecidas. Porquê? Por que sei quem são, mas não as conheço. Não são minhas amigas, colegas, whatever.
E aqui volto a introduzir no post o Paulo China. É uma pessoa meio-normal/meio-conhecida. Mas o interesse dele na conversa é que conhece muitas pessoas muito conhecidas. Acredito que muitos deles até sejam amigos chegados, como, por exemplo, Luís Figo.
Estas figuras conhecidas estão muito mais expostas as críticas e ataques, muitos deles injustos, do que os meus amigos...
A minha pergunta é:
Será que as pessoas-normais-ou-pouco-conhecidas-que-têm-amizades-com-pessoas-bastante-conhecidas levam a peito os ataques/críticas aos seus amigos? Ou têm a noção de que eles são conhecidos, alvo fácil de conversas mal intencionadas, e que é melhor seguir em frente e deixar os críticos a falar sozinhos?

G.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.