Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Olhares Azuis

Aqui por casa, 7 pares de olhos azuis.

Aqui por casa, 7 pares de olhos azuis.

Estudar? Vamos a isso!

A escola já começou para todos cá em casa ( ontem foi a vez do J. e da E.).

Uma das coisas que costumo fazer com os meus estudantes ( mais crescidos) é escreverem quais os seus objectivos para o ano lectivo. Falamos sobre quais as suas intenções, e como querem sentir-se durante o ano. Tento não falar de expectativas para não se desiludirem, mas falamos sobre o que pretendemos durante o ano de trabalho escolar.

O J. está no 6ºano, começou com muitos nervos à flor da pele ( nem dormiu de noite!), e um pouco a pensar no " as férias poderiam durar mais um pouco". Mas é tempo de arregaçar as mangas! Durante a semana fez algumas fichas e começou a ver os manuais. Olhando para os números que apontou, o objectivo anda nos 80%. Como sempre, à medida que fará os testes vamos colocando metas. Quando atingem as metas podem escolher o jantar preferido e eu trato do assunto .

 

A E. está no 9ºano e começa a pensar no que quer seguir na próxima fase. Colocou metas altas, diz que este ano quer mesmo ser aluna de quadro de honra. Está entusiasmada...vamos ver como corre ( e se continua com todo este entusiasmo!).

 

Aproveito e desejo a todos os alunos, professores, educadores , auxiliares ( esqueço-me de alguém?) um excelente ano lectivo!!!

Documentário

Enquanto engomo roupa, vejo documentários. Andava desejante de ver este, e hoje foi o dia.

Aconselho MESMO a ver, para termos noção do que se passa ( mais lá fora, EUA,  mas que rapidamente se espalha por cá).

O que se tornou hoje o consumo de drogas "produtivas" por parte dos estudantes é deveras preocupante.

 Os pontos de vista de quem usa e acha que deveria ser legal, e de quem foi obrigado a usar e diz que nunca na vida daria a um filho por saber como se sentia ao tomar. A história e evolução das metanfetaminas e o seu uso, os diversos tipos de drogas, o mundo de hoje e a TDHA e sua medicação , entre outros.

 

film.jpg

 

Reflexão do dia

Ainda sobre o tema da reunião , e que me deixou a pensar...Façam favor de opinar pois é importante ( para mim) a vossa palavra.

Para onde vão a motivação e o entusiasmo que se faz sentir quando se vai para a escola pela primeira vez?

 

Não conheço nenhuma criança que não tenha a curiosidade e aquele nervoso miudinho de ir para o 1ºano de escolaridade. Mas e depois?

São mais que muitos , quando chegam à adolescência, os miúdos que olham para a escola de uma forma negativa e aborrecida ( falando no contexto de sala de aula).

 

 

 

 

Escola - reunião extraordinária

Fui convocada para uma reunião ( não programada, de última hora) de turma da minha filha mais velha. Está no 8ºano. O assunto da reunião era bem claro, COMPORTAMENTO e APROVEITAMENTO dos alunos.

Sobre o primeiro ponto, os alunos não são mal educados, mas são sim mal comportados. A turma é de 28, e dos 28 a maioria está na conversa, e os outros estão noutro planeta (os mais introvertidos como a minha E.). Sobre este assunto a E. já se tinha queixado por diversas vezes. A falta de concentração provocada pelo burburinho constante, ou o tempo perdido em aula para chamar a atenção dos grupinhos faladores fazem com que ela se perca nos pensamentos.

Sobre o segundo ponto, a Directora de Turma foi clara. Neste momento, metade , METADE,  da turma está prestes a chumbar. Neste momento os repetentes ( que são 3 ) estão igual ou pior que no ano anterior, e outros 11 têm duas ou mais negativas. Este caso não se aplica à minha E. directamente ( ela realmente baixou as notas mas nada de preocupante), mas afecta sim indirectamente.

 

Eu estava "preocupada" , e, felizmente, o caso dela não é "grave". Mas confesso que a reunião não correu como esperava. Eu estava à espera de pais com vontade de puxar pelos filhos, de motivar as crianças e criar estratégias para melhorar o grupo. A realidade foi outra...e deixou-me a pensar sobre o futuro dos nossos filhos. Pais que pedem para que os professores dêem a papinha toda feita para facilitar o estudo, pais que perguntam porque não dão as aulas como no 5º ou 6º ano pois nesse ciclo tudo correu bem, pais que perguntam se não podem mudar de professores...

Na reunião de ontem, senti-me a "mãe-do-contra". Cada vez que um educador opinava, lá estava eu de mão no ar para ripostar ( acho que não concordei com NADA!!). Como podem querer que os nossos filhos se desenvolvam se a desculpa do comportamento "são as hormonas, e os professores têm de ter paciência e ter mais pulso"? Como vão os nossos filhos, que estão a meio do 3ºciclo, aguentar um secundário se não estudam a não ser que tenham TUDO explicado como se estivessem na primária? Como vão os nossos filhos VIVER simplesmente, se quando têm um professor que gostam menos os pais pedem para trocar? Estarão os pais a esquecer-se que é AGORA que devemos guiá-los sobre como se concentrarem criando estratégias, é agora que devem estudar por si e encontrar a melhor forma de o fazer ( podemos claro dar um apoio se necessário). E para mim, a pior de todas... pela vida fora os nossos filhos terão de viver, conviver, trabalhar ,falar com pessoas que gostarão menos. Faz parte da vida! É agora que devem aprender a lidar com a frustração de "aturar" uma pessoa que gostam menos, para mais tarde viverem em sociedade e saberem lidar com as diferentes personalidades.

Saí de lá frustrada.

Mães que acham piada ao facto dos filhos terem duas cadernetas ( uma com as boas notícias e outra que nunca é assinada).

Pais que acham normal "estudar" com colegas através do messenger.

 

Serei eu que estou errada?

Em casa falei com a E., com o J.( que está no 5ºano) e com o G.( marido) sobre o assunto. Disse que a DT solicitou que os pais verificassem os cadernos dos filhos. Eu disse à E. que não o iria fazer( ao J. vira volta dou uma espreitadela), pois confio nela. Ao primeiro motivo para desconfiar conversamos , esclarecemos e resolvemos tomando as devidas disposições. 

Sinto que está tudo de pernas para o ar...ou eu estou no planeta errado!

 

 

 

 

Livros da nossa casa

Os mais novos já estão com livros " novos".

 

A Princesa E., parou os livros que andava a ler para se dedicar à obra solicitada na escola- A Eneida de Vergílio.

erica.jpg

 

O pirata J. continua nos mesmos moldes ( Minecraft), mas uma nova coleção.

joel.jpg

 

A Amorinha tem ouvido 2 leituras antes de ir dormir.

 

Adora as lengas-lengas de Alice Vieira " Eu bem vi nascer o Sol" ( já sabe imensas de cor!).

E adquirimos o livro  "Diz-me Porquê? "  . É muito interessante, e é óptimo para explicar emoções! Aborda diversos temas  (  eu, a minha família, a vida, o mundo e o universo quotidiano da criança) :  Porque fazemos birras?Porque é difícil pedir desculpa? Porque existem guerras? Os animais percebem tudo o que dizemos?- são alguns exemplos.

Eu optei por fazer a pergunta e ela responde. Depois então leio a resposta do livro. Tem sido muito bom! Por vezes damos por nós a comentar as duas, aparecem os irmãos mais velhos e juntam-se a nós para discutir o assunto.

alice.jpg

Ãs minis agora gostam muito de tocar com as pontas dos dedos e de sentir com a boca também. Então andamos mais nos livros sensoriais.

Os dois mais pequenos da coleção Toca e Sente do Bebé oferecidos pela tia C., e os outros dois são de fantoches em pano com cenários.

minis.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Regras...a quanto obrigas!

Por aqui fizemos reunião familiar.

Ultimamente os mais velhos empurravam as tarefas um para o outro, ou tentavam mesmo esquivar-se " esquecendo-se" ou dizendo que estavam só a acabar qualquer coisa e essa coisa nunca mais acabava.

Assim sendo, fizemos uma lista de tarefas que devem ser/estar feitas . Não me interessa por quem. Eles podem decidir isso entre eles, não me parece necessário ser rígida nesse aspecto. Ora tenho a E. de 13 anos e o J. de 11 anos, têm idade suficiente para se organizarem.

O que fica a cargo deles não é muito, mas é uma enorme ajuda para mim. Na cozinha a loiça lavada é sempre ( quando estão em casa, claro) tarefa deles, tal como pôr a mesa. Agora passaram a ter também, cada um , um dia de limpar e arrumar a cozinha, e outro dia de fazer uma refeição ( hoje a E. fez sozinha parte do jantar, com as minhas indicações, sopa de couve TahTsai e estava uma delícia! ). Os lixos de manhã é sempre o J. que se encarrega disso e tem corrido bem, a E. trata de me apoiar na hora de sairmos todos de casa.

Os quartos claro que são sempre eles que tratam. Já a roupa andavam sempre a esquivar-se...pelo que voltaram a ter de separar, colocar na máquina a lavar, estender e apanhar ( nem sempre é possível , mas quando o tempo o permite eles fazem-no). Eu engomo e eles depois arrumam. As meias também é tarefa deles ( agora temos molas para meias o que facilita muito!).

Casa de banho do piso1 também passou a ficar ao encargo deles uma vez que é só para eles e a A., acaba por ser a menos usada ( nem se tomam banhos/duches nela).

 

O "emprego" deles é a escola e brincar, e obviamente não tirarei tempo deles. Mas com organização, há tempo para tudo. Tenho notado ultimamente ( e talvez devido ao tempo ventoso que se faz sentir nesta zona) que brincam menos na rua. Acabam por ver mais televisão ou estar nas tecnologias. Estas são importantes na época em que estamos, mas tem de ser com peso e medida! E se há tempo para tecnologias, também o há para ajudar em casa. Por norma televisão e tecnologias são só de sexta-feira a domingo, e não mais de 2h/dia. Confesso que ultimamente durante a semana tenho deixado verem um pouco de TV depois de tudo preparado e estudado..., e ao fim de semana também tentam esticar o tempo permitido.

Vamos lá ver como corre, eu espero que bem claro!

Higiene Natural e as minis

Tal como fizemos dos irmãos, também com as duas caçulas praticamos a higiene natural. Começamos tinham um mês. Mas se de início os sinais eram bem explícitos, e por volta dos 5 meses já poucos eram os cocós nas fraldas, assim que começaram a ficar mais aflitas dos dentes,e a coincidir com o início da alimentação complementar, deixei de conseguir apanhar os sinais.

Agora tento estar mais atenta ( o que nem sempre é fácil). A parte mais complicada é deixar uma para ir com a outra a correr ao penico. Ou mesmo, quando começam as duas a dar sinal ao mesmo tempo ! Mas vamos aos poucos. Elas gostam de ir ao penico, e todos os dias lá fazem xixi e/ou cocó.

Aqui a mamã sabe que com duas não vai ser tão fácil, pelo que temos de ter mais paciência .

Aqui fica a L. feliz no penico a fazer o seu xixi :

26733046_1835057786524435_148029147_o.jpg